terça-feira, 28 de outubro de 2014

Como escrever errado em português?

Con tãtas gramaticas e tontos saitis de como escrevê coreto, u qui é escrevê erradu? Si vossê, acha que esce testo esta erradu, é sinal do qual  eu estou escrevendu dinferente do que voscê ta acostumado a le. Serta veis, mim disseram que portugueis, é a lingua mais dificil, do mundo. passei no enscino fundamental e no medio e fiquei acreditando de que era tudo verdade, sabe essa coisa de ficar falando e escrevendo errado poderia me custar o emprego e uma vida melho; Ai cheguei na facudade e já no primero periodo as coisas mudou de figura,

disseram que uma escritora começo um testo com virgula, que um otro cara inventava palavras que um otro inventava sintasse nos livro dele e ai eu perguntei pra mim próprio; o q faz de mim diferente deles? Só pq eu não sei falar portugueis? só pq eu to na faculdade publica eu tenho que me modelar ao tipo de paradíguima normal de todomundo?. Só que ai eu lembrei que no ensino medio, eu escrevi um testo cheio de erros de portugueis de proposito e todo felis eu fiu mostrar pro professor que poderia mim avaliar mas eu esquessi de que não tinha avizado pra ele que os erros eram de propositais. Rs, foi rabiscada vermelha pra tudu quié lado e disse que eu tinha que ir pra aulas de reforso de portugueis.
Fiquei tipo um cara que que faze uma coisa mas não deixam e faz pensando que vaise ingrassado e acaba levando um coió, Cara eu passei a odia o portugueis e como eu não gostava de literatura foi um pulo pra para de le; mas le o q se todo mundo falava, você tem que le, voce tem que le... MAS O Q Q EU VO LE?!?!?!?!
cara eu fiquei pensando e cheguei a concluzão de que eu tinha que ler os classicos, dom cascudo é uma merda, sem hora e chato, o guarana e dificil, o memórias postumas de um sargento de milicia e complicado ai fui procurar algo sobre o Padre Antônio Bandeiras e não encontrei coisa que tinha a ver e a unica coisa que eu gostava de le era gibi, algumas tirinhas de jormau e livros de rpg, roule play gueime, mas eu nun tinha saco pra le a vidas secas.
isso tudo do paragrafo supra-sitado foi num espaço curto de tempo nos tres anos do ensino medio, foi uma maravilha chegar no primeiro periodo da faculdade de letras e saber que falar errado pode; caraca fiquei tão felis de que minha condissão de quase analfabeto funsionau era legal e que a gramatica era algo que teve um papel muito importante para o passado e que agora o papel dela e de ser contestada. isso ficou nos meus ouvidos como que musica,
so que o que eu nunca entendia era o fato de sempre ter de ficar lendo e relendo gramatica de 3 ou 4 autores, comparar e ainda por sima dar a minha opinião do assunto que eu não dominava nem me interessava, até que no quinto periodo falando de sintaxe que uns diziam [sintasse] outros diziam [sintaksi] e eu ficava falando de um geito e de outro pra parece culto
Quando ela disse a professora que o portugueis errado só era certo na fala e que na escrita tem certo e errado meu mundo caiu, fiquei que nem loco lendo gramatica, escrevia errado no word pra saber se era assim mesmo que era a ortografia da palavra, fiquei que nem formiga quando assopra nela. e aprendi alguma coisa?!

    .
    .
    .
    Aprendi que escrever uma palavra diferente da forma culta padrão não consiste em erro desde que o ambiente permita essa variação; seu eu estiver numa roda de amigos num bar e falar "corretamente" com todas as flexões verbais, aí sim estou falando errado, se eu escrever um bilhete não há necessidade de aplicar a Norma Culta Padrão, mas se for escrever um documento oficial como memorandos, petições, provas (tanto de concurso quanto da escola/faculdade) tenho, obrigatoriamente, que utilizar a norma culta padrão não por ser bonita ou para exibir meu conhecimento de ortografia.
    Ortografia é simples, dizer que escrever ou falar uma palavra errada é um problema para o país é fácil, difícil é mostrar os erros de sintaxe (com "ss" ou "cs", as duas formas estão corretas) que são os piores por mostrarem a falta de organização do pensamento do indivíduo. Quer escrever errado como nos parágrafos acima? Erre a ortografia, mude um "ç" por "ss", quem sabe não alteram novamente o acordo ortográfico. O que deve ser visto com mais "carinho" é erro de sintaxe, do tipo: "Eu, pensava que tinha que fazer com que aquilo que tem que ser feito 'seje' com menas burocracia o qual atrapalha muito."


Obrigado e boa leitura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê-nos a sua opinião