sexta-feira, 24 de outubro de 2014

O que é Aposto?

Aposto é um termo dito acessório por MODIFICAR substantivos ou pronomes para explicá-los ou especificá-los com informações “desnecessárias” do ponto de vista sintático, mas por vezes vitais na semântica.


(01) “O rio Amazonas deságua no Atlântico”.
(02) Marisa, pessoa boníssima, é muito bonita e fala bem.
(03) Comprei de tudo: bolsas, sapatos, colares e muito mais.
(04) Malandros, prostitutas, jogadores de capoeira, policiais, todos conviviam de forma não muito harmoniosa na Lapa.
(05) “As estrelas, como grandes olhos curiosos, espreitavam através da folhagem”.

A classificação do aposto dada por E. Bechara é que pode ser específico (especificativo) ou explicativo. Se for especificativo, terá “aparência” de adjetivo e não se separa do termo modificado; caso funcione como explicador do termo que se refere, há separação por vírgula, dois-pontos, parênteses ou travessão.

Dentro do tipo explicativo temos três subcategorias
I – Enumerativo:

(06) Para ser considerado ser vivo deve-se atender a quatro características: Nascer, crescer, se 
reproduzir e morrer.

II – Distributivo:

(07) Pelé e Maradona, um pelos brasileiros e o outro pelos argentinos, são considerados os melhores jogadores de futebol.

III – Circunstancial (do tipo comparação, tempo, causa, etc.)

(08) D. Pedro II, quando imperador do Brasil, agiu com grande esperteza.
(09) O Papa, na qualidade de chefe de Estado, recebeu honrarias militares.
(10) Mal. Deodoro, como general, era implacável.

O aposto pode ser transformado em Oração Subordinada Substantiva Apositiva como em:

(11) Só digo uma coisa: que hoje você não dorme aqui.

Obs.: se lê [apôsto] para diferenciar de [apósto] do verbo apostar, no plural fica [apóstos].

Espero que esse artigo tenha ajudado e correspondido às expectativas.
Obrigado e boa leitura!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê-nos a sua opinião