sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

É possível estudar na Era Digital?

Fica muito difícil imaginar a vida sem um smartphone ou um tablete. Foi-se o tempo em que um notebook era novidade e ter um microcomputador em casa significava “ter dinheiro”.  As vendas de tablets no país subiram 18% no terceiro trimestre se comparado com o ano anterior, cerca de 2,3 milhões de unidades, informa estudo da consultoria IDC Brasil.
Passado um primeiro semestre fraco, queda nas vendas por causa da preferência por televisores na Copa do Mundo, a demanda voltou a ganhar fôlego. As vendas de smartphones subiram 20,3% no terceiro trimestre deste ano, se comparado com o mesmo período de 2013, e chegaram a 301 milhões de unidades em todo o mundo, segundo dados colhidos pela consultoria Gartner. O movimento contrastou com o volume comercializado de telefones celulares em geral, que ficou praticamente estável em 455,8 milhões. As vendas de computadores pessoais no Brasil caíram 25% no terceiro trimestre em relação ao mesmo período de 2013, para cerca de 2,6 milhões de unidades, informou a IDC Brasil nesta quinta-feira (18). Segundo o levantamento, foram vendidos 1,6 milhão de notebooks no período, 23% a menos na comparação anual, e 974 mil desktops, queda de 28% na mesma comparação.
Mas o que isso tem a ver com educação? Apenas tudo. Com o avanço da tecnologia, aplicativos de tradução, de memorização de conteúdo, organizadores de tarefas, gramáticas, livros, entre outros, surgem aos montes. Abaixo está um exemplo com apenas cinco “apps” que podem fazer diferença na hora de estudar sozinho.

1. ABA Flash Cards – Contando com um conjunto de 52 imagens, os usuários podem aprender ações por meio de textos, fotos e áudios reais.

2. ArtikPix – É gratuito e oferece diversas atividades para que os estudantes treinem a articulação da fala em palavras e sentenças em inglês.

3. iSpeak Spanish – É um aplicativo que fornece ferramentas para a tradução de texto para áudio do inglês e espanhol.

4. iTranslate Plus – Este aplicativo traduz palavras e frases em mais de 52 idiomas e oferece o áudio de palavras em mais de 46 vozes em 16 idiomas.

5. Time Timer – O Time Timer promete aprimorar sua administração de tempo.

E não é só de aplicativos que vive a Educação na era digital, muitos cursos, principalmente de idiomas, utilizam tablets e smartphones como meio interação com os alunos, quer seja na forma de aplicativos específicos de um determinado curso, quer seja na utilização de sites e fóruns para a ministração de aulas on-line. Algumas instituições de ensino disponibilizam vídeo-aulas curtas no YouTube, por exemplo,  como atrativo para seus cursos presenciais ou à distância.
A Fundação Getúlio Vargas oferece cursos nas seguintes áreas: Direito, Economia, Educação e Comunicação, Gestão Empresarial, Gestão Financeira, Gestão de Projetos, Gestão de Marketing, Gestão de Pessoas, Gestão de Produção, Gestão Socioambiental, História e Ética.
Sempre há uma forma de estudar, não fique de bobeira. Mesmo que não haja certificado para alguns cursos on-line, as informações apreendidas podem fazer diferença na sua carreira.


Obrigado e boa leitura.


Fonte: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê-nos a sua opinião