terça-feira, 26 de abril de 2016

O que é Fascismo?

Oi, povo!
Normalmente, eu não gosto muito de política (erro meu) e tento ser o mais imparcial possível nesses assuntos, pois acho que tanto o lado A quanto o lado B podem estar certos, até que se prove... repito... PROVE quem é culpado.

Fala-se em fascismo, políticos fascistas, etc., mas eu fico pensando: o que é ser fascista? O que é Fascismo? Muita gente chama político de ladrão (isso eu sei o que é), de corrupto (isso também sei o que é), de torturador fascista (torturador eu sei, mas fascista, não). Sei que muita gente sabe o que é e como vivem, mas ninguém sabe tudo, por isso fui pesquisar sobre. Se você leu o meu artigo sobre Sufixo “-ismo” vai ver que ele está ligado ao grupo “forma ou regime de governo”.
Segundo o dicionário eletrônico Houaiss:

Fascismo (datação: 1921)
Substantivo masculino
1 Movimento político e filosófico ou regime (como o estabelecido por Benito Mussolini na Itália, em 1922), que faz prevalecer os conceitos de nação e raça sobre os valores individuais e que é representado por um governo autocrático, centralizado na figura de um ditador.
1.1 Derivação: por extensão de sentido.
Tendência para ou o exercício de forte controle autocrático ou ditatorial.
1.2 Procedimento de fascista.

Dessa forma, e baseando-se APENAS na informação acima, o Nazismo, o comunismo implantado na antiga União Soviética, em Cuba, na China, na República Popular Democrática da Coreia (Coreia do Norte), etc., o período dos governos militares no Brasil, de 1964 a 1985, as ditaduras militares na América do Sul... a lista de regimes que se enquadram nessa descrição é muito ampla e atemporal.
O fascismo da época de Mussolini e Hitler tinha como prerrogativas a cartelização do setor privado, a centralização da economia subsidiando grandes empresários, a exaltação do poder estatal (como se o Estado fosse a fonte da ordem e da prosperidade), a negação e cerceamento de direitos e liberdades fundamentais dos indivíduos, o Poder Executivo é o senhor irrestrito da sociedade... tudo isso regado com o sangue dos opositores.

Duas frases de Mussolini ficaram para a eternidade:
“Tudo dentro do Estado, nada fora do Estado, nada contra o Estado”
“O princípio básico da doutrina Fascista é sua concepção do Estado, de sua essência, de suas funções e de seus objetivos.  Para o Fascismo, o Estado é absoluto; indivíduos e grupos, relativos.”

Como não fiz História, Geografia, Economia, Sociologia, Filosofia, entre outras cadeiras que aumentariam o arcabouço da argumentação sobre o referido sistema político, volto-me para a aplicação das palavras Fascismo e Fascista no dia a dia.

Fascismo vem do italiano, de mesma grafia, mas se diz “fachismo”, de fascio (“fachio”) = feixe, por vezes entendido como associação política e sindical. O fascista é aquele que pratica o fascismo.
Reparem que há uma série de princípios defendidos pela Direita e pela Esquerda que se aplicam a esse modelo de governo, então, em tese, ambos os lados podem ser fascistas... certo? Independentemente do lado... Dizer que os que são de Direita são fascistas é, ao menos deveria ser, um erro ideológico. Dizer que o político “fulano”, que é de Direita, é fascista está certo, assim como dizer que o político “beltrano”, que é de Esquerda, é fascista também está correto.
Pelo visto, o sentido dessas palavras vem mudando. Parece que ser de Direita é ser fascista, pode até ser, mas não obrigatoriamente. Hitler, Francisco Franco, Chiang Kai-shek, o governo da República Popular da China, Jorge González von Marées, Plínio Salgado, Fidel Castro, Ho Chi Minh, entre muitos outros, eram fascistas.

Espero que este artigo ajude na formação do seu entendimento da questão. Não sou o dono da verdade nem quero que parem de utilizar essa palavra. Pensem bem, o seu candidato é ou adota posturas fascistas?

Fontes:
Dicionário eletrônico Houaiss (2009)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê-nos a sua opinião