quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Prostituta - Palavra na Raiz

PROSTITUTA

    Do Latim prostituta, “aquela que fica à frente de”, de pro-, “à frente”,  mais stituere, “colocar, instalar”. Inicialmente se referia a “expor-se publicamente”, como é o caso de algumas profissionais o fazerem ainda nos dias atuais. Daí evoluir para “trocar sexo por dinheiro” e até “trocar princípios éticos por dinheiro ou outra vantagem” foi um pulo.
    Como essa é uma palavra muito grande para ser dita de forma rápida, pode ser que "puta" seja sua possível abreviação, mas o verbo latino Putare é nada mais nada menos que "Pensar". Mas puta é comumente utilizado como adjetivo, a qualidade de uma mulher que vende sua relação sexual; porém, Puto pode ser sinônimo de dinheiro ("estou sem um puto na carteira.") ou estado emocional alterado sinonímio a raiva ("hoje eu to puto da vida!!!!").
    Quando se subentende a questão da raiva, podemos supor que seja relacionado ao temperamento por vezes arredio das prostitutas ao ficarem nervosas nas mais diversas situações. Mas o que fica no ar é "e o puta que pariu?". Se for procurar nos sites por aí, há algumas definições bem interessantes com exemplos bem bacanas:

"Acessório de apoio para as mãos em veículos (Ao ver que o carro ir bater, ele segurou no puta que pariu e fechou os olhos)." 

"No Brasil colônia, criança era chamada de puto (ainda hoje em Portugal). As pessoas se identificavam pelos nomes familiares (filho dos Silva; dos Corrêa). Quando uma menina tinha um filho sem casamento e por ser muito nova de idade, as pessoas da época identificavam o rebento como sendo filho(a) da puta (criança) que pariu.
Vá pra puta que te pariu = Vá para perto de sua mãe..." 

 "Expressão de espanto, surpresa. Susto.
-Puta que pariu, esqueci que hoje era aniversário da minha namorada!"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê-nos a sua opinião